Canal de Noticias

Search
  • Marília Castro

Equipe do Projeto Pomar realiza visita ao Assentamento Dois de Novembro


Na sexta-feira, dia 27 de maio, foi dado um grande passo para o crescimento da fruticultura na região de Patos de Minas. Os integrantes do Projeto Pomar, Lorranne Marins e Victor Araújo, junto ao Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Guilherme Naimeg, fizeram uma visita ao Assentamento Dois de Novembro, com o objetivo de apresentar o projeto e conhecer a realidade dos assentados.

O Assentamento Dois de novembro fica no município de Santana de Patos, nele residem em torno de 50 famílias, somando uma média de 200 pessoas, que tem como fonte de renda principal a agricultura familiar. Como é típico na região, os assentados têm na pecuária sua maior fonte de renda, através do leite.

A reunião foi muito produtiva, e após a apresentação dos objetivos e propostas de apoio do Projeto Pomar, os moradores presentes, se mostraram interessados em incorporar a fruticultura como uma nova cultura e fonte de renda do assentamento, já propondo inclusive, quais seriam as frutas de interesse de cultivo de cada uma das famílias. Dentre as frutas de trabalho do Projeto Pomar, a que despertou maior interesse foi o abacate. Foi decidido também que cada família poderá trabalhar com uma média de 1 a 2 hectares inicialmente, e o secretário, Carlos Naimeg, afirmou ainda, que através de parcerias, poderia ser possível conseguir as mudas para que a fase de implantação do projeto. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Patos de Minas, Alícia Alves Cardoso, que participou da reunião, ressaltou a importância dos moradores não deixarem essa oportunidade passar e começar a trabalhar o mais breve possível.

Após a reunião os integrantes do Projeto, acompanhados pelo presidente do Assentamento, José Divino Ferreira do Amaral, fizeram visitas à algumas casas do assentamento, para conhecer melhor o local.

Várias das famílias visitadas já tinham pomares, mas apenas para consumo próprio. O assentado Gaspar Rocha, que possui uma pequena área de cultivo de maracujá, já visa a comercialização da fruta. "Apesar de ser um bom fruto para cultivar, é uma cultura difícil para a nossa área, que tem grande ocorrência de chuvas de pedras, que podem acabar com as paineiras, levando a perda da plantação", relatou Gaspar Rocha, que a poucos dias foi vítima das chuvas de pedra em sua plantação.

"Foi uma visita muito proveitosa, e que veio em boa hora. As mulheres na reunião ficaram empolgadas com a ideia, pois é uma cultura que nós mesmas podemos cuidar e assim ajudar na renda da casa", afirmou Aparecida, uma das moradoras do assentamento. O saldo da visita foi extremamente positivo, a recepção do projeto pelos assentados foi muito boa, e os integrantes do Projeto que visitaram o assentamento têm excelentes perspectivas para as ações que podem ser feitas com os moradores. A parceria promete, literalmente, dar bons frutos!


17 views0 comments

Nos acompanhe em nossas redes sociais

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram