Canal de Noticias

Search
  • Marília Castro

Membros do Programa Pomar ficam entre finalistas da Campus Mobile


CAMPUS MOBILE

O projeto surgiu da vontade de dois alunos do Programa Pomar, Letícia Bombig e Victor Bell de participarem da 7ª Edição da Campus Mobile, realizado pelo Instituto Net Claro Embratel em parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC/USP) e com o apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. O objetivo do projeto consiste em um aplicativo que levasse a informação sobre a utilização de pesticidas de uma forma intuitiva e mais clara para os pequenos produtores rurais, com o tema definido os alunos convidaram Victor Araújo, na época também membro do Programa Pomar devido à sua participação dentro do Projeto Segurança na Mesa.

A Campus Mobile foi dividida em duas etapas, durante o mês de janeiro a Campus ofereceu cursos sobre pitch, business canvas, dicas para as categorias, IoT, negócios sustentáveis, humanização das marcas, acessibilidade digital, entre outros, sendo que os vídeos eram transmitidos ao vivo e abertos para o público em geral e disponíveis em seu canal do Youtube (youtube.com/ClaroCampusMobile). A semana presencial ocorreu do dia 3 a 8 de fevereiro na cidade de São Paulo, os participantes dos 16 projetos selecionados de cada modalidade tiveram a oportunidade de encontrar os organizadores do evento, os embaixadores (participantes de edições anteriores), capacitações e no último dia ocorreu a apresentação do projeto para a banca avaliadora. Na categoria SmartFarms 12 profissionais da área (de empresas como a Claro Brasil, EloGroup, Logicallis) compuseram a banca e deram sugestões e dicas para melhorar os projetos apresentados.

No último dia houve o encerramento da edição e a divulgação dos projetos que foram selecionados para a próxima etapa. Três projetos de cada modalidade foram contemplados para receber a monitoria e dar continuidade ao projeto e cumprir as metas estabelecidas. Os alunos da equipe Plantar Mais ficaram entre os selecionados, recebendo o prêmio no valor de R$1.800,00, caso as metas sejam alcanças há uma bonificação no valor de R$6.000,00 e ainda um projeto de cada categoria será selecionado para fazer uma imersão no Vale do Silício / Califórnia-EUA.

" O projeto, desde a ideia, só foi possível devido a nossa participação no Programa Pomar. Foi nele que pudemos ter o contato com o campo e suas necessidades, que aprendemos a olhar para o próximo e tratar das suas dores como fossem as nossas. Sem dúvidas, dentro da Universidade foi e está sendo um ambiente de aprendizado e crescimento constante." - Letícia Bombig.

O PROJETO

O aplicativo Plantar Mais consiste em fornecer a bula de defensivos de acordo com o tipo de problema a cultura selecionada (atualmente o aplicativo conta com mais de 100 culturas cadastradas), fornecer parte da legislação que orienta a forma correta de descarte de embalagem dos defensivos e os pontos de coleta e caso o problema não for resolvido pelas informações da bula o produtor pode entrar em contato com o agrônomo cadastrado na plataforma. Outra informação que o app oferece é o ranking das 10 culturas mais cultivadas em cada cidade. O protótipo está sendo elaborado com previsão de conclusão e lançamento para download no mês de abril. Atualmente, compõe a equipe: Letícia Bombig, Luana Duarte, Victor Araújo e Victor Bell. Os membros contam com auxílio de professores da Universidade Federal de Uberlândia, sendo eles: Daniel Costa e Eliana Pantaleão.


78 views0 comments